Coalizão Negra pela Empregabilidade

Iniciativa Empresarial pela Igualdade, ID_BR - Instituto Identidades do Brasil, Empregueafro, Comunidade Empodera e Faculdade Zumbi dos Palmares juntas no enfrentamento do COVID-19.



A Iniciativa Empresarial pela Igualdade, o ID_BR - Instituto Identidades do Brasil, a Empregueafro, a Comunidade Empodera e a Faculdade Zumbi dos Palmares, empregarão esforços conjuntos para auxiliar mulheres negras no enfrentamento dos desafios gerados pela pandemia decorrente do COVID-19.


As mulheres são a maioria da população brasileira, sendo que as mulheres negras somam mais de 60 milhões de pessoas. Segundo dados do o IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, as mulheres negras tem 50% mais vulnerabilidade ao desemprego do que as não negras.


Justamente dessa vulnerabilidade, agora agravada pelos efeitos do COVID-19, decorre, inicialmente, a necessidade de um mapeamento, possibilitando a intervenção e gerando ações concretas que apoiem a redução de possíveis impactos para suas carreiras e negócios, seja por meio da obtenção de auxílio financeiro ou de parcerias que não só mitiguem os problemas possivelmente detectados como impulsionem o seu crescimento futuro.


Esta parcela da população movimenta, sozinha, em torno de R$ 704 bi por ano, no Brasil (Instituto Locomotiva, 2019). É, portanto, urgente pautar a igualdade racial no desenho de políticas públicas e privadas para que possamos garantir um cenário econômico positivo no futuro, tanto para as mulheres negras quanto para a sociedade em geral.


É necessário pensar na sua sustentabilidade econômica durante e pós-pandemia e compreender que, por representarem uma grande parcela entre as empreendedoras e estarem na base dos cargos das empresas, se elas colapsarem, setores inteiros também colapsam junto.


A primeira ação da Coalização foi justamente, mapear como mulheres negras empreendedoras e profissionais trabalhando em empresas nacionais e multinacionais estão lidando com o período de crise durante a pandemia da Covid-19, para sugerir soluções de curto e médio prazo neste novo cenário.


A pesquisa aconteceu de 31 de março a 2 de abril e contou com 243 respondentes de 19 estados e Distrito Federal.


De acordo com os resultados obtidos, entre as empreendedoras negras, 79,4% não dispõem de reservas financeiras, enquanto 48% apontam que a principal necessidade é garantir recursos para manter o negócio ativo. 56% afirmam ter custo mensal médio entre 1 mil a 5 mil reais, orçamento superior à ajuda oferecida pelo governo, de R$600.


Entre as demais urgências apontadas estão a prospecção com potenciais clientes (21,1%), suporte tecnológico (10,3%), mentorias (7,4%) e apoio psicológico (5,1%), demonstrando que, além da estrutura financeira, também carecem de outros apoios para prosseguirem com seus empregos e empreendimentos.

Sobre as profissionais negras que estão alocadas em empresas nacionais e multinacionais, o levantamento aponta que 76,5% têm medo de perder o emprego, enquanto 13,2% temem pela saúde e 10,3% estão receosas com a manutenção de ações de diversidade e inclusão. Entre as principais necessidades, o apoio psicológico lidera com 39,7%.


A partir destes dados inicias, ações conjuntas e coordenadas estão sendo planejadas para atender aos desafios encontrados, dando todo o suporte, inicialmente, ao grupo de mulheres respondentes da pesquisa, através da movimentação e contato dos parceiros de todas as instituições que formam a Coalizão, bem como aumentar ainda mais a abrangência da pesquisa.


Se você é um membro signatário da Iniciativa Empresarial e já teve uma ideia, não precisa esperar nosso contato para juntar-se neste esforço, envie um email para secretaria@iniciativaempresarial.com.br.


Não é signatário e quer participar? Envie um email tmabém.


Juntos superaremos um dos maiores desafios da nossa geração. Esperamos seu contato.